quarta-feira, 3 de junho de 2015

A breve história do Novo Universo

No dia 22 de julho de 1986, uma luz brilhante banhou o planeta Terra e modificou o código genético de vários habitantes. O incidente foi chamado de Evento Branco e marcou o surgimento do Novo Universo Marvel.


Em 1986, a Marvel Comics celebrou 25 anos de existência (naquela época, a editora ainda descartava o período da Timely Comics e da Atlas, anterior a 1961). Como parte das celebrações, foi lançado o Novo Universo, um selo para uma linha de revistas cujos personagens não faziam parte do Universo Marvel.
O projeto foi uma realização de Jim Shooter (na época o editor-chefe da Marvel), Archie Goodwin, Eliot R. Brown, John Morelli, Mark Gruenwald, Tom DeFalco e Michael Higgins. Inicialmente, o conceito era similar ao Universo Ultimate (que só foi criado em 2000), uma atualização dos personagensMarvel, mas o presidente da editora, Jim Galton, rejeitou a ideia. O Novo Universo surgiu como uma alternativa.
Para realizar a nova linha de revistas, Shooter tinha um orçamento de aproximadamente 120 mil dólares à sua disposição.



Novo Universo se baseava no mundo real. Não existiam raças secretas, magia, mutantes, deuses ou seres mitológicos. Além disso, os títulos funcionavam em tempo real. Em teoria, a passagem de tempo entre as revistas mensais correspondia a um mês na vida dos personagens.
Depois de muita propaganda e artigo nas revistas especializadas da época – Marvel Age, Amazing Heroes, Comics Feature etc -, a estreia ocorreu em outubro de 1986, com o lançamento de Star Brand.
As primeiras revistas publicadas foram: D.P. 7, de Mark Gruenwald e Paul Ryan; Justice, de Archie Goodwin, Walt Simonsen e Geof Isherwood; Kickers, Inc., de Tom DeFalco e Ron Frenz; Mark Hazzard: – Merc, de Archie Goodwin, Peter David e Gray Morrow; Nightmask, de Archie Goodwin e Tony Salmons; Psi-Force, de Archie Goodwin, Steve Perry e Mark Texeira; Spitfire and the Troubleshooters, de Eliot R. Brown, John Morelli, Gerry Conway e Herb Trimpe; e Star Brand, de Jim Shooter e John Romita Jr.



No Brasil, esses personagens foram publicados pela Editora Abril, em 1987, nas revistas Força Psi eJustice. O mix de Força Psi incluía Estigma – A Marca da Estrela (Star Brand), Trovão (Spitfire), Força Psi (Psi-Force) e Máscara Noturna (Nightmask).
Em Justice, eram publicadas as HQs de Justice (Justice); Merc, o Cão de Guerra (Mark Hazzard, Merc); P.N. 7 (D.P. 7); e Torpedos (Kickers, Inc.). Após o cancelamento de Justice e Força Psi, as aventuras de Estigma, escritas e ilustradas por John Byrne, foram publicadas em Superaventuras Marvel.
Tudo começa com o Evento Branco. Em 22 de julho de 1986, às 16h22min, uma luz misteriosa – ligado ao Estigma e à Marca da Estrela – banha a Terra por alguns minutos, causando anomalias genéticas – e criando superpoderes – em vários habitantes do planeta.
A Marca da Estrela é a mais poderosa arma do Universo. Ela ficou, literalmente, nas mãos de Kenneth Connell.



Psi-Force é um grupo de adolescentes – Tyrone Jesup, Wayne Tucker, Michael Crawley, Kathy Ling e Anastasia Inyushin – que fugiram de suas casas e possuíam poderes paranormais, como cura psíquica, projeção astral, telepatia, telecinese e destruição psíquica. Eles eram protegidos por Emmett Proudhawk, mas seu protetor morreu e os poderes dos garotos foram descobertos.
Após a morte de Emmett, quando se juntam eles conseguem projetar mentalmente a entidade conhecida como Falcão Psíquico.
Mark Hazzard, é um mercenário. Um veterano da guerra do Vietnã que descobriu que combate é uma parte fundamental de sua vida.
Keith Remsen é o Máscara Noturna. Ele e sua irmã Theodora foram feridos numa explosão. Keith ficou em coma e Teddy ficou paralítica. Após o Evento Branco, Keith descobriu que havia ganhado poderes e que podia viajar pela mente e pelos sonhos de outras pessoas.



Justice, John Roger Tensen, é um ser extradimensional capaz de ver a aura das pessoas. Em seu mundo, ele é um guerreiro e um oficial da lei. Ele não sabe como veio parar na Terra, mas usa seus poderes para proteger as pessoas e punir os criminosos.
Jenny Swensen, cujo apelido é Spitfire, é uma professora de engenharia aplicada do M.I.T., que acredita que seu pai foi assassinado pelos executivos da empresa na qual ele trabalhava. Com a ajuda de amigos, Os Milagrosos (The Troubleshooters), ela rouba MAX, a armadura criada por seu pai.
Jack Magniconte é o atleta profissional – jogador de futebol americano – mais bem pago do mundo. Mas, repentinamente, ele está mais rápido, mais forte e mais ágil. No entanto, as novas habilidades lhe custarão a vida de seu irmão, Steve.



P.N. 7 é um grupo de sete pessoas foragidas de uma clínica de pessoas paranormais, que abandonaram suas família com medo do que aconteceria com elas quando descobrissem a verdade. Eles estão dentre as pessoas mais perigosas do planeta. Seus poderes surgiram após o Evento Branco. Eles são: Dave Landers, Dennis Cuzinski (Scuzz), Lenore Fenzl, Dr. Randy O’Brien (Anticorpo), Jeff Walters, Charlotte Beck (Fricção) e Stephanie Harrington (Brilho).
Mas a novidade não durou muito tempo. Dos oito títulos, quatro foram cancelados após um ano de publicação (Kickers, Inc., Mark Hazzard, Nightmask e Spitfire). Star Brand deixou de ser uma revista mensal, passou a ser publicada bimestralmente e foi cancelada após a edição # 19.
D.P.7, Justice e Psi-Force foram as únicas revistas com 32 edições regulares – e uma anual – publicadas.



O fracasso após o primeiro ano de publicação se deve a dois fatores internos. A Cadence Industries, empresa que era dona da Marvel Comics naquela época, estava tentando vender a empresa e reduzir seus custos e isso resultou no corte das verbas disponíveis para a produção do material.
Como consequência, os editores não podiam contratar grandes nomes para as revistas e tinham que trabalhar com assistentes de produção e outros membros da equipe editorial.
Além disso, o editor-chefe Jim Shooter estava numa posição delicada – metido em diversas disputas com autores como Roy Thomas, John Byrne, Steve Gerber e Doug Moench, dentre outros – e foi demitido em 1987. Ele foi substituído por Tom DeFalco.
Com a saída de Shooter, DeFalco, Mark Gruenwald, John Byrne e Howard Mackie tentaram salvar oNovo Universo, modificando as séries e eliminando alguns aspectos mais fantásticos, que estavam em conflito com o conceito mais realista da linha. Justice, por exemplo, deixou de ser um cavaleiro quase medieval de outra dimensão e passou a ser um sujeito com poderes que sofria de alucinações infligidas por outro paranormal. Ele virou um serial killer que cassava pessoas que abusavam de seus superpoderes.



A revista do Estigma passou a se concentrar na Marca da estrela, suas causas e seus efeitos, e menos no personagem Kenneth Connell. Em Star Brand # 12, o personagem acidentalmente destroi a cidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos. A história tem um outro lado. A edição foi escrita por John Byrne, que tinha um problema com Jim Shooter, nascido em Pittsburgh.
O incidente ficou conhecido como o Evento Negro. A cidade de Pittsburgh passou a ser chamada deThe Pitt.
Além das revistas regulares, alguns especiais e uma minissérie também foram lançados antes do cancelamento do Novo Universo, em 1989: The Pitt (1987); The Draft (1988), com alguns heróis como Máscara Noturna e o P.N. 7 envolvidos num conflito com a União Soviética; e a minissérie em quatro partes The War, lançada em 1989.
Anos mais tarde, quando a Marvel Comics passou a catalogar seus universos alternativos, o Novo Universo recebeu a designação Terra-148611.
Em 1993, Peter David criou o Net Prophet (o Profeta da Rede, no Brasil), na revista Spider-Man 2099. Ao longo da história, foi revelado que o personagem era na verdade Justice, do Novo Universo. Esse arco foi publicado entre 1993 e 1996, em Spider-Man 2099 # 12 a # 14,# 25#41# 42#44 eSpider-Man 2099 Annual # 1.
Lembrando que as histórias do Universo 2099 se passam na Terra-928.


Antes disso, em 1992, o crossover entre o Novo Universo e os personagens da Terra-616 (o principal Universo Marvel) foi criado por Mark Gruenwald, escritor de D.P. 7, incorporando Estigma, D.P. 7 e outros personagens ao multiverso Marvel.
A história começa em Quasar # 31, em 1992, quando Wendell Vaughn é enviado a outra dimensão, encontra a equipe do D.P. 7 e o Estigma após os eventos do final do Novo Universo. Quasar convence o Estigma a lhe transferir a Marca da Estrela e usando esse poder ele retorna à Terra-616.
Quasar acidentalmente passa a Marca da Estrela para sua secretária, Kayla Ballantine.
Esse é o início de uma saga que continuará em Quasar # 32 a # 60 e o crossover Starblast, composto pela minissérie em quatro partes Starblast, além das revistas QuasarNamor the Sub-Mariner #46 a# 48Secret Defenders # 11Fantastic Four # 385 e # 386.
Em 2005, um arco dos Exilados (Exiles # 72 a # 74) também envolve Justice, P.N. 7 e Máscara Noturna. Os Exilados voltam a se encontrar com o Novo Universo no especial de 2008, Exiles – Days of Then and Now, que inclui uma participação de Jenny Swensen (Spitfire).
No ano seguinte, a Marvel Comics iniciou as celebrações dos 20 anos do Novo Universo, publicando oito histórias inéditas.




Três HQs curtas foram lançadas em The New Avengers # 16 (Untold Tales of the New Universe – Kickers, Inc.), Amazing Fantasy # 18 (Untold Tales of the New Universe – Mark Hazzard – Merc), eAmazing Fantasy # 19 (Spitfire).
E cinco edições especiais da série Untold Tales of the New UniverseStar Brand Adventures in the MulletverseNightmask – Kingdom of the Gnome (a conclusão da história original); Justice – Who Judges the Judge?D.P. 7 – The Dead Plains Seven; e Psi-Force – An Army Of One.
No final de 2007, Warren Ellis reimaginou o Novo Universo, que passou a se chamarnewuniversal, uma série em seis partes, com arte de Salvador Larroca; a minissérie newuniversal – Shockfront (de Ellis e Steve Kurth); e as edições especiais newuniversal – 1959 (de Kieron Gillen e Greg Scott) e newuniversal – Conqueror (de Simon Spurrier e Eric Nguyen).
A série de Ellis é bastante diferente do conceito original e lida com: Estigma, que também se chama Kenneth Connell; Justice (John Tensen); Máscara Noturna, identidade assumida por Izanami Randall; e o Projeto Spitfire (do qual Jenny faz parte), cujo propósito é o extermínio dos meta-humanos. Outros personagens conhecidos incluem Dr. Emmett Proudhawk e o jogador de futebol americano Jack Magniconte.
A realidade de newuniversal é conhecida como Terra-555.



Dentre as novidades criadas por Ellis está o conceito do Superflow, que também foi utilizado por Jonathan Hickman, nos Vingadores. Na Terra-555 existiram diversos Eventos Brancos: o primeiro evento conhecido ocorreu em 1888, o segundo em 1959 e o terceiro em 2006.
Em 2009, Ellis explicou no fórum Whitechapel que o newuniversal estava essencialmente morto. Ellis perdeu parte de seus arquivos num acidente com seu computador e Tom Brevoort sugeriu que o projeto não era uma prioridade para a editora.
Dois personagens centrais do Novo Universo, Estigma e Máscara Noturna, foram introduzidos no Universo Marvel tradicional (Terra-616), na fase de Jonathan Hickman nos Vingadores, um arco longo que leva às Guerras Secretas e ao final do Multiverso Marvel.
Essa versão incorporou vários conceitos de Ellis à trama principal. Nessa versão, o Máscara Noturna é Adam, um ser artificial criado pelo personagem Ex-Nihilo, em Marte. Adam e Ex-Nihilo são sistemas universais ligados ao Superflow.



Estigma é Kevin Kale Connor, um jovem que recebe a Marca da Estrela e aprende a usar seus poderes com a ajuda de Máscara Noturna (de modo similar ao que ocorre em newuniversal). Estigma e Máscara Noturna se tornam Vingadores e participam do conflito que está destruindo o Multiverso até seu momento final.
O futuro dos personagens criados com o Novo Universo ainda é incerto. É possível que alguns desses personagens sejam incorporados ao Universo Marvel que vai surgir após o crossover Guerras Secretas, que está sendo publicado atualmente.
Sérgio Codespoti acredita que o computador de Warren Ellis foi destruído pelo Projeto Spitfire após um Evento Branco. Ele queria ler o final de newuniversal. Vai ter que se contentar com o Novo Universo Marvel…

D.P.7
Justice
Nightmask
PSI Force
Spitfire
Fonte: Sérgio Codespoti, Universo HQ

Nenhum comentário: