quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Após polêmica com Spider Woman, Marvel cancela novas capas de Milo Manara

Os fãs do mestre dos quadrinhos eróticos Milo Manara,  de Gullivera e Click, aprovaram. Mas, depois de grande polêmica por conta da ilustração criada pelo quadrinista italiano para a capa alternativa de Spider-Woman #1, a Marvel Comics cancelou duas outras capas que Manara criaria, as de Axis e de Thor.


A decisão foi divulgada na tarde desta terça-feira e decepcionou os que haviam gostado da pose da Spider Woman de Manara no primeiro desenho já publicado (acima). Já quem não gostou achou a decisão acertada. Isso porque a pose em que a  Spider Woman escala, de joelhos, o topo de um prédio, foi considerada inapropriada e erótica por muitos fãs da série. 
Na ocasião, ocorrida há menos de um mês, o editor-chefe da Marvel, Axel Alonso, pediu publicamente desculpa pela “mensagem confusa” transmitida pela capa.  ”Queremos que todos,  a maior parcela possível de leitores,  sinta-se  bem-vindo para ler Spider-Woman“, alonso ao site Comic Book Resources. 


Capa oficial (esq), de Greg Land, e a alternativa, de Manara (dir)
As críticas vieram principalmente porque a nova publicação da Marvel visa principalmente atingir o público feminino. E, justamente este primeiro número, traria na capa uma heroína em pose sensualizada. Os críticos alegaram que, quando o herói é masculino, tais poses não são retratadas. No entanto, diversos blogs fizeram comparações com outras capas do Spider Man.


Mas nem as defesas dos fãs e nem a retratação foram suficientes. Após críticas de diversos grupos, de veículos da imprensa como a revista Elle, o jornal Guardian, entre tantos outros, a Marvel decidiu suspender as duas próximas capas. Uma pena. Certamente o mestre Manara traria uma proposta ousada para as duas edições. 
Spider-Woman começa a circular em novembro e traz, além da nova Mulher Aranha, uma nova personagem, Silk, que aparece na capa principal da nova revista. Os quadrinhos principais são desenhados por Greg Land (autor da capa oficial do exemplar número 1) e o roteiro é de Dennis Hopeless.

Nenhum comentário: